default-logo1
default-logo1
04
FEV
2019

MAN fornecerá motor a GPL para VLGC de 86 mil m3

Posted By :
Comments : Off

Fonte: Portos e Navios

O Estaleiro Jiangnan, de propriedade da China State Shipbuilding Corp (CSSC), encomendou um motor movido a GLP para um grande navio gaseiro de 86 mil metros cúbicos (VLGC), informou a MAN Energy Solutions.

O navio , que será equipado com o motor MAN B & W 6G60ME-LGIP, está sendo construído para a armadora Tianjin Southwest Maritime (TSM), com previsão para entrega no segundo semestre de 2021.

“Com 2020 e as novas emissões da IMO [International Maritime Organization] se aproximando rapidamente, o interesse em usar o GLP como combustível está crescendo por ser livre de enxofre, dispor de ampla oferta, competitividade de preço e facilidade de abastecimento. Na MAN Energy Solutions, sentimos que a introdução do ME-LGIP [Liquid Gas Injection Propane] está se mostrando oportuna”, disse Bjarne Foldager, vice-presidente sênior de negócios de motores de dois tempos da MAN Energy Solutions.

A MAN Energy Solutions recebeu os primeiros pedidos para o novo motor no início de 2018, quando a Hanjin Heavy Industries anunciou que iria construir dois VLGCs em seu estaleiro nas Filipinas para a Exmar, a empresa belga integrada de transporte de gás. As novas embarcações de 86 mil metros cúbicos serão movidas, cada uma delas, por um motor individual MAN B & W 6G60ME-LGIP Mk9.5.

A fabricante recebeu também os primeiros pedidos de retrofit para motores adaptados a ME-LGIP em setembro de 2018, quando assinou um contrato com a BW LPG para a primeira conversão do mundo de quatro motores baseados em combustíveis pesados (HFO) para motores bicombustíveis a GLP.

O pedido inclui opções para novas adaptações no futuro, com trabalho previsto para começar em 2020.

A empresa também informou que o motor ME-LGIP experimentou uma redução de até 18% no CO2 e cerca de 90% de redução no material particulado ao operar com GLP, comparado ao HFO, e espera uma forte demanda por este tipo de motor em VLGCs e embarcações de cabotagem.

O GLP é um combustível ambientalmente amigável, da mesma classe que o gás natural liquefeito (GNL). Um motor a GLP reduzirá significativamente as emissões, permitindo que as embarcações cumpram os rígidos regulamentos de emissão de dióxido de enxofre (SOx) da IMO que entrarão em vigor globalmente a partir de 2020.

De acordo com a MAN, o futuro do GLP como um combustível viável para o transporte marítimo parece promissor, já que não exigirá um investimento tão grande em infraestrutura, como instalações de abastecimento, em contraste com outros combustíveis gasosos. Como fonte de energia, a disponibilidade é elevada e o GLP é mais fácil de armazenar e manusear, em comparação com os combustíveis gasosos criogênicos.

Além disso, o GLP é tradicionalmente um combustível mais barato do que o diesel marítimo (MGO) e ainda oferece o mesmo desempenho e eficiência.