default-logo1
default-logo1
07
JUL
2016

GLP: Ingrediente especial na produção de cervejas artesanais

Posted By :
Comments : Off

cervejas-artesanaisO mercado brasileiro de cerveja artesanal atrai cada vez mais produtores. De acordo com a Associação Brasileira de Bebidas (ABRABE), o País já possui cerca de 200 microcervejarias, além de vários cervejeiros que produzem a bebida em suas casas. Seja em pequena ou larga escala, a fabricação requer cuidado redobrado com a segurança do empreendimento. Nesse sentido, o gás liquefeito de petróleo (GLP) utilizado no processo de cozimento do malte é um grande aliado, pois atende com rigor às necessidades de produtores caseiros e de cervejarias, independentemente do tamanho de suas produções.

O alto poder calorífico do GLP e a possibilidade de controle de temperatura tornam esse energético o mais indicado para a correta aplicação do método conhecido como brassagem (cozimento do malte), que converte o amido dos grãos em açúcares. Esta é uma etapa de extrema importância para os cervejeiros e requer atenção com a temperatura da água, garantida com a utilização do GLP.

Dependendo do volume de produção, o fabricante pode optar por consumir o GLP utilizando botijões de 8 ou 13 kg ou até mesmo instalações centralizadas com cilindros de 45 kg, sendo estas as mais indicadas para produções em larga escala. Qualquer que seja a escolha, o cervejeiro deve atentar-se para diversos itens que garantem a segurança e o bom aproveitamento de toda a capacidade calorífica do GLP.

Para garantir a segurança na produção das cervejas, principalmente as caseiras, o uso de reguladores é de extrema importância. Necessário em todas as instalações de GLP, visto que o gás contido nos botijões está sob pressão superior à de trabalho dos fogões. A função do regulador é justamente adequar a vazão e a pressão para garantir o perfeito funcionamento dos aparelhos de queima. Os reguladores também dispõem de um sistema de segurança que bloqueia a passagem do gás caso ocorram variações indesejadas ou acidentais de pressão.

Para escolher o regulador de pressão mais adequado ao seu processo de fabricação, é necessário conhecer as características técnicas do fogão, a vazão de GLP requerida e a pressão de utilização. Além de garantir segurança ao processo, o regulador de pressão também possibilita uma chama constante e uniforme, e um melhor rendimento do equipamento de cocção utilizado, seja ele um fogão de pequeno ou grande porte.

Em caso de dúvidas sobre qual regulador utilizar, o consumidor deve buscar informações com os fabricantes dos fogões, nas revendas ou com a equipe técnica da distribuidora de GLP.

Geraldo Magela de Abreu
Diretor GLP Envasado da Liquigás Distribuidora