Fonte: O Globo

Para-choque de caminhão

Tudo bem que não dá para pedir paciência a quem está com a corda no pescoço. Mas, pelas contas do consultor Adriano Pires, toda a confusão (bota confusão nisso) provocada pela greve dos caminhoneiros, “que trouxe de volta o tabelamento, o congelamento e o ressarcimento”, serviu para reduzir o preço do diesel em só 2%.

É que…

De lá para cá, o preço do barril do petróleo caiu de US$ 80 para US$ 70 e, se fosse mantida a política anterior, essa queda seria repassada ao consumidor: “Como sempre, a intervenção nos preços trouxe muito mais custos do que benefícios para a sociedade”, diz Adriano. É. Pode ser.


Copyright © 2016 - Sindigas - www.sindigas.org.br — Todos os direitos reservados - Política de Privacidade