Fonte: CNN / imagem: Getty images

Após a Petrobras anunciar um aumento de 8,8% no preço do diesel para as distribuidoras, o combustível subiu R$ 0,21 no preço médio encontrado nos postos de combustíveis no Brasil.

De acordo com o boletim de preços da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado nesta sexta-feira (13), o valor médio do litro foi registrado em R$ 6,84 nesta semana, frente os R$ 6,63 da última semana.

Na última segunda-feira (09), a Petrobras anunciou que o preço do combustível das refinarias para as distribuidoras passaria a custar R$ 4,91, e não mais R$ 4,51. O aumento no preço foi o primeiro em 60 dias, e a estatal decidiu manter, por hora, os valores cobrados para a gasolina e para o gás liquefeito de petróleo (GLP).

O gás de cozinha, que teve uma redução de preço no mês de abril por parte da Petrobras, apresentou queda pela segunda semana consecutiva e saiu da casa dos R$ 113 pela primeira vez em sete semanas.

Segundo o levantamento, o preço médio do botijão de 13Kg foi registrado a R$ 112,93, frente aos R$ 113,11 da semana passada. A gasolina, que bateu o recorde histórico do preço médio do levantamento da ANP na semana passada, se manteve na casa dos R$ 7,29.

O preço máximo registrado nesta semana foi no estado do Rio de Janeiro, na capital fluminense, em um posto no bairro do Recreio dos Bandeirantes, onde o litro da gasolina foi encontrado a R$ 8,99.O etanol, combustível que não é derivado do petróleo, registrou uma queda no preço médio do litro no país pela segunda semana consecutiva. Segundo a ANP, o álcool foi verificado em R$ 5,32 nesta semana, enquanto na semana passada o combustível custava em média R$ 5,44.

O gás natural veicular (GNV) registrou um aumento de quatro centavos no preço do metro cúbico, passando de R$ 5,22 para R$ 5,26 nesta semana.


Copyright © 2016 - Sindigas - www.sindigas.org.br — Todos os direitos reservados - Política de Privacidade